terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Baby Check-in


Dia 06/12/2015 eu participei do lançamento do aplicativo Baby Check-in, falando sobre a introdução da alimentação complementar nos bebês.

Foi um evento muito legal, com a participação de várias empresas e profissionais da saúde (odontopediatra, psicóloga e pediatra).

Eu já sou colunista do blog desde maio de 2015 e escrevo uma postagem por mês na área da nutrição materno-infantil.

Para mais informações sobre o aplicativo e também para ler as postagens, acesse: http://www.babycheckin.com.br/

 


terça-feira, 17 de novembro de 2015

Coluna para a Revista Eléve - dietas da moda

Dia 11/11/2015 foi o lançamento da nova edição da Revista Eléve aqui em Porto Alegre e, a partir de agora, eu sou uma das colunistas!

Eu escrevi sobre as dietas da moda e os seus efeitos maléficos ao nosso organismo. E resolvi compartilhar o texto aqui no blog.

Segue abaixo:


"Para a maioria das pessoas, a palavra “dieta” é sinônimo de tortura, de passar fome e de se privar dos prazeres da vida. Talvez justamente por esse motivo, a maioria das pessoas busque um emagrecimento rápido e “milagroso”, que necessite do mínimo de esforço possível, especialmente quando os meses mais quentes do ano se aproximam.

Entre as dietas da moda que têm como objetivo o emagrecimento, talvez a mais famosa seja a que faz exclusão dos carboidratos, considerados vilões por quem quer manter-se com o corpo em forma. Em geral, a adesão a essa dieta é feita sem acompanhamento profissional e sem o conhecimento do quanto isso pode repercutir no seu dia a dia e na sua saúde.

Em alguns casos, os nutricionistas podem recomendar a redução/exclusão do nutriente, mas isso deve ocorrer através de um planejamento individual e com objetivos específicos.

Ao contrário do que se pensa, os carboidratos não são vilões. São, na verdade, fundamentais para a nossa saúde e para o equilíbrio do nosso corpo, e não devem ser cortados da alimentação. Os principais motivos para não cortar esse nutriente são:

Dieta desequilibrada 
Em primeiro lugar, uma dieta deve ser composta por todos os nutrientes (proteínas, carboidratos, gorduras, vitaminas e minerais), que são essenciais ao nosso organismo em uma proporção equilibrada. Assim, já podemos concluir que qualquer dieta que faça a exclusão de algum desses nutrientes não terá um bom resultado para quem quer perder peso de forma saudável. Problemas de saúde podem estar associados com esse tipo de alimentação, como elevação dos níveis de colesterol e triglicerídeos e desenvolvimento de doenças cardíacas e renais.

Humor alterado 
A redução ou exclusão dos carboidratos da dieta induz o corpo a uma queda na produção de serotonina (neurotransmissor conhecido como “substância do bem-estar”), na medida em que os níveis cerebrais da substância são dependentes da ingestão de alimentos fontes de triptofano e de carboidratos. Como resultado, é comum as pessoas ficarem mais irritadas e desanimadas.

Dificuldade de manter o peso 
Quando a dieta restringe algum nutriente, é comum a pessoa não conseguir mantê-la por muito tempo e acabar encarando-a como uma dieta que terá “início” e “fim”. Ou seja, como não há um processo de reeducação alimentar, a pessoa tende a voltar a se alimentar da mesma maneira que anteriormente e, claro, o peso também irá voltar. Resultado: efeito sanfona!

Compulsão por doces
A exclusão dos carboidratos da alimentação faz com que os níveis de glicose no sangue fiquem mais baixos, o que pode levar a uma compulsão por doces, já que o açúcar é o carboidrato de mais rápida absorção. O problema é que esse excesso de carboidrato de rápida absorção poderá ser convertido em gordura, e a dieta poderá ter o efeito contrário.

Exercícios físicos prejudicados
Privar o organismo de carboidratos sem orientação de um profissional habilitado pode resultar em fadiga, tontura, moleza, falta de energia para realizar exercícios físicos e queima de massa muscular para obtenção de energia. Além disso, a recuperação muscular fica comprometida, uma vez que o carboidrato tem papel fundamental na reformação do músculo após o exercício.

Assim, pense duas vezes antes de excluir esse nutriente da sua alimentação! Ao invés disso, para evitar os cinco problemas listados, opte pelos carboidratos considerados SAUDÁVEIS, que são provenientes de cereais integrais, grãos integrais, frutas e vegetais.

A melhor forma de emagrecer com saúde e de forma definitiva é através de mudanças de hábitos alimentares. A reeducação alimentar é um processo de aprendizagem exercido através de informações e orientações nutricionais específicas em que o indivíduo conhece e incorpora à sua rotina hábitos alimentares saudáveis.

Portanto, deixe de lado as dietas da moda e não tenha medo de mudar seus hábitos!"


Escrevi sobre as dietas da moda e os seus efeitos maléficos ao nosso organismo.

domingo, 2 de agosto de 2015

Bolo de banana sem farinha e sem açúcar

Essa receita é bem fácil de fazer e fica uma delícia, além de ser super saudável!




Bolo de banana sem farinha e sem açúcar

Ingredientes
- 4 ovos
- 4 bananas médias maduras
- 2 xícaras de chá de farelo de aveia
- 1 xícara de chá de uva passa
- 2 colheres (sopa) de chocolate em pó 50% cacau
- 1 colher (sopa) de fermento em pó

Modo de fazer
- Liquidificar todos os ingredientes (menos o fermento).
- Misturar o fermento com uma colher.
- Colocar numa forma untada e levar ao forno por cerca de 25 minutos.

Pessoas mais "formigas": para o bolo ficar mais doce (sem ficar menos saudável), dá para acrescentar mais uma xícara de uva passa após liquidificar a massa. Ou pode-se acrescentar mel ou açúcar mascavo.

Bom apetite!

domingo, 19 de julho de 2015

Sopa saudável e nutritiva para esquentar os dias frios

Durante o inverno (e principalmente nesses últimos dias mais frios e chuvosos aqui do RS), a maioria das pessoas não tem vontade de comer saladas cruas. Entretanto, o consumo de vegetais continua sendo importante e não devemos deixá-los de lado.


Consideramos os vegetais tão importantes por conterem fibras, vitaminas e minerais. Além disso, promovem saciedade sem aumentar muito a quantidade de calorias do prato. E, por isso, geralmente quando a pessoa não ingere vegetais, ela tem uma tendência maior a aumentar a quantidade de carboidratos (arroz, massa e batata) e proteínas (carnes e ovos), aumentando, assim, a quantidade de calorias ingeridas na refeição.

Uma boa alternativa para consumi-los, nessa época, é através das sopas! As sopas podem complementar as refeições (quando apresentam como ingredientes somente os vegetais) ou podem servir como uma refeição completa (quando incrementamos esses vegetais com uma fonte de carboidrato + uma fonte de proteína).

A receita abaixo pode ser utilizada como uma refeição completa!

Ingredientes
- 1 cebola grande
- 1 batata doce média
- 1 cenoura grande
- 5 folhas grandes de couve manteiga
- 500g de moranga
- 400g de alcatra
- 2 tomates médios
- 1 colher de sopa de azeite de oliva
- Temperos a gosto (sal, pimenta, abodo, salsinha)

Modo de preparo
- Pique a cebola, os tomates, a couve e a carne.
- Descasque a batata, a cenoura e a moranga e corte-as em cubos.
- Aqueça o azeite em uma panela grande.
- Acrescente a cebola e refogue em fogo médio até que fiquem macias.
- Adicione a carne e refogue.
- Adicione os tomates e espere formar um pouco de molho para adicionar a batata, a cenoura, a moranga, a couve e os temperos.
- Coloque água até cobrir bem todos os alimentos.
- Mexa até ferver. Quando levantar fervura, abaixe o fogo.
- Tampe a panela e deixe cozinhar até as batatas ficarem macias.
- Sirva em pequenas cumbucas.

Bom apetite!

domingo, 29 de março de 2015

Programa Vida e Saúde

Depois de exatamente um ano sem aparecer pelo blog (para postar!!), hoje estou retomando as postagens. Em 2015 eu quero voltar ao mundo virtual e espero ter mais tempo para isso.

Bom, para (re)começar, estou compartilhando uma entrevista que eu participei no dia 28/02/2015 para o programa Vida e Saúde da RBSTV (aqui do Rio Grande do Sul). 

A reportagem é sobre saúde bucal na gestação e eu participei falando sobre a parte da alimentação e os cuidados que precisamos ter nessa fase.

Confiram no vídeo abaixo!



video

quinta-feira, 13 de março de 2014

Receita fácil de salmão

Aqui no Rio Grande do Sul o consumo de peixe é baixo. A maioria das pessoas tem dificuldade de prepará-lo (optando pela versão à milanesa) e eu recebo muitos pedidos de receitas fáceis que levem esse ingrediente tão saudável para o nosso organismo.

Pensando nisso, a postagem de hoje é uma receita de salmão da minha mãe que eu adoro fazer! É bem simples e fácil, super saudável e, por enquanto, agradou a todos!



Salmão ao forno com legumes

Ingredientes
- 1 kg de salmão
- 100 g de alho-poró
- 100 g de cenoura
- 100 g de cebola
- 100 g de abobrinha
- 100 g de tomate cereja
- 200 ml de azeite de oliva
- 500 ml de vinho branco
- Sal e pimenta do reino

Modo de fazer
- Corte o alho poró em rodelas grossas.
- Corte a cebola  em meias rodelas (eu coloquei em água fervente para diminuir a acidez).
- Corte a cenoura e a abobrinha em palitos grossos.
- Corte o tomate cereja ao meio.
- Em um papel alumínio, coloque o salmão e tempere com sal e pimenta.
- Sobre ele, ponha os legumes em camadas.
- Regue com vinho branco e azeite de oliva.
- Feche como um envelope.
- Leve ao forno pré-aquecido por cerca de 40 minutos.

Obs1: na receita da foto, eu inclui o brócolis. Ficou uma delícia!
Obs2: como complemento, sugiro arroz 7 grãos.

Bom apetite!

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Dicas para aproveitar as festas de final de ano sem exagerar!


Dezembro é o mês dos eventos sociais: amigos secretos, confraternizações, festas de final de ano em escolas/faculdades e no trabalho, Natal, Reveillon... Ufa!

Como os eventos sempre estão acompanhados de comidas (geralmente mais pesadas) e bebidas alcoólicas, vem a pergunta: tem como passar por tudo isso sem engordar?


E a resposta é: SIM!


Mas devemos ter alguns cuidados...


Tem uma frase famosa (não sei a autoria) que diz algo do tipo: "o que engorda não é o que você come entre o Natal e o Reveillon, e sim o que você come entre o Reveillon e o Natal". Ou seja, o importante é o hábito alimentar durante o ano inteiro e não se privar dos alimentos que são consumidos esporadicamente.

Portanto, em primeiro lugar, não há necessidade de privação desses momentos. A grande diferença está em como se comportar frente a essas situações.


A primeira atitude que deve ser tomada é não comer pouco ou não ficar em jejum durante as refeições que antecedem o evento, evitando que haja excesso de fome no momento em que se estará diante às diversas tentações (normalmente bastante calóricas).


Por isso, deve-se comer normalmente durante todo o dia e, sempre que possível, fazer um pequeno lanche saudável antes do evento para que não haja descontrole em relação à ingestão alimentar.


Já durante o evento, é importante que se faça escolhas alimentares saudáveis, sempre lembrando que os alimentos estarão à disposição o tempo todo e que não existe necessidade de comê-los após estar saciado.


Cuide com os aperitivos e petiscos! Se não forem opções saudáveis (como oleaginosas, frutas secas, pastinhas leves, vegetais picadinhos), evite ao máximo consumi-los. Geralmente, não nos damos conta da quantidade de alimentos "beliscados" e, além disso, o seu consumo não diminui o apetite do prato principal (pode observar!).


Sempre que possível, capriche nas saladas e opte, principalmente, pelos folhosos como alface, rúcula e agrião, que são ricos em fibras que auxiliam na digestão e diminuem a absorção das gorduras.

Uma boa dica é verificar todas as opções de alimentos disponíveis antes de começar a comer, pois dessa forma consegue-se fazer as escolhas mais corretas, optando por alimentos mais saudáveis e evitando o famoso "pegar um pouquinho de tudo" que sempre resulta em exageros.

Outro tema importante é em relação às bebidas alcoólicas. Para se ter uma ideia, cada taça de espumante (150 ml) ou copo de cerveja (240 ml) tem em torno de 100 a 130 kcal. Sem falar das bebidas mais calóricas, como os drinks, que podem chegar a quase 500 kcal em um único copo de 250 ml. Portanto, beber com moderação e usar o bom senso (escolhendo os momentos certos para ingeri-las) são as melhores escolhas! Sempre que beber, não esqueça de consumir muita água (antes, durante e depois).

Assim, com pequenos cuidados, podemos passar ilesos por esse período cheio de compromissos e eventos sociais! E lembre-se sempre que nos divertimos muito mais quando não estamos com a sensação de estufamento e estômago cheio. 


Aproveite e boas festas!