segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Alimentação: uma aliada do bronzeamento

Com a chegada do verão, é comum as pessoas se preocuparem e quererem ficar bronzeadas. Dessa forma, alguns cuidados podem ser levados em consideração nesse momento.

O primeiro deles é não esquecer que os raios solares são grandes produtores de radicais livres, causadores de envelhecimento e de rugas precoces, além de flacidez e manchas na pele.

Assim, nessa época do ano em que ficamos mais expostos ao sol, a proteção é fundamental. Use filtro solar, óculos escuros, boné ou chapéu e invista em uma alimentação rica em antioxidantes.

Antioxidantes são substâncias presentes em alguns alimentos que combatem os radicais livres, contribuindo para um bronzeado saudável e para uma minimização dos efeitos da exposição ao sol no nosso corpo.

Entre os nutrientes antioxidantes, o mais conhecido é o betacaroteno (precursor da vitamina A) que pode ser encontrado nas frutas e nos vegetais amarelo-alaranjados e que dá um tom amarelado à pele, destacando ainda mais o bronzeado.

A vitamina C também é um nutriente antioxidante e tem como melhores fontes as frutas e as hortaliças cruas.

Além disso, no verão o corpo pede um consumo maior de líquidos para compensar as perdas de água e sais minerais através do suor, tornando-se mais importante o cuidado com a hidratação.

Dessa forma, utilize a sua criatividade e crie sucos naturais com os alimentos antioxidantes, pois além do benefício da hidratação irão auxiliar a manter a pele no tom de verão.

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Por que se alimentar bem?

A primeira resposta que a maioria das pessoas dá está relacionada à estética e ao peso adequado. Não está errado; porém, existem diversos fatores que devem ser lembrados quando pensamos em qual o motivo para se ter uma alimentação adequada.

Muitas vezes estamos cansados ou indispostos ao extremo, vivemos pegando resfriados ou gripes, tendo algumas doenças mesmo que insignificantes e fáceis de curar; entretanto, nunca pensamos que isso pode ter relação com a nossa alimentação.

Uma alimentação adequada tem a capacidade de nos deixar mais dispostos e, principalmente, menos propensos a ter doenças que com o tempo podem se tornar mais difíceis de tratar.

Cada vez mais estudos estão sendo realizados envolvendo a relação entre diversas doenças e alimentação. Hoje, se sabe que a má nutrição afeta muitos sistemas do corpo humano e aumenta a incidência de doenças crônicas não transmissíveis que englobam desde cárie dentária, obesidade, diabetes, hipertensão arterial, acidentes cerebrovasculares, osteoporose e câncer de muitos órgãos, bem como doenças coronarianas.

Além dessas doenças, a alimentação inadequada também está relacionada a deficiências nutricionais (de vitaminas e minerais) e a uma propensão maior de infecções.

Assim, um indivíduo bem nutrido apresenta alguns fatores como:
- Aspecto saudável (pele, dentes, olhos, cabelos).
- Disposição física e bom humor.
- Menor propensão a "ficar doente".
- Menor risco de desenvolver doenças relacionadas à nutrição e ter que se privar de alguns alimentos no futuro.

Então, por que se alimentar bem? Para ter saúde tanto no presente quanto no futuro.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Alimentação nas festas de final de ano

As ceias de Natal e Ano Novo quase sempre são sinônimos de farturas e, normalmente, deixam a desejar em termos de uma nutrição saudável. Porém, é possível se alimentar de maneira correta inclusive nessa época do ano.

Para isso, seguem algumas dicas importantes:

Escolha as carnes com menos gordura, como peru, tender, chester, lombo magro ou até cordeiro. Faça receitas em que as carnes sejam assadas ou cozidas, utilizando temperos e ervas finas.

Capriche nas saladas. Deixe de lado as saladas com maionese, que pode ser substituída por iogurte natural desnatado. Aposte nos folhosos como alface, rúcula e agrião, ricos em fibras que auxiliarão na digestão. Incremente-os com tomates secos e mussarela de búfala. E lembre-se que quanto mais colorida for a salada, mais nutritiva ela será.

Aproveite o clima e utilize as frutas da época (são mais frescas e saborosas, além de provavelmente terem sido cultivadas com menos agrotóxicos): pêssego, abacaxi, melão, figo, uva.

A grande variedade de verduras, legumes e frutas disponíveis permite enfeitar pratos típicos das festas, tornando-os mais apetitosos e saudáveis. As frutas podem também ser uma excelente opção de sobremesa ou fazer parte de saladas mistas e coloridas.

As oleaginosas como nozes, castanhas e avelãs podem ser consumidas em pequenas quantidades, picadas e misturadas às saladas ou ao arroz. Lembre-se de comprar as sem adição de sal.

Não esqueça que, quando consumidas em excesso, as bebidas alcoólicas são bastante calóricas e acabam compensando o cardápio mais saudável escolhido. Portanto, devem ser ingeridas com moderação.

Uma dica importante é não ficar sem se alimentar durante o dia, mesmo sabendo que irá comer em grande quantidade na ceia. Assim, faça refeições leves durante o dia para não estar com muita fome à noite e poder saborear as delícias servidas sem abuso. Lembre-se que quando estamos com fome acabamos cometendo deslizes!

Dessa maneira, não é necessário abrir mão dos pratos típicos de Natal e Ano Novo. Basta adaptar e mudar alguns ingredientes e formas de preparo para que os cardápios das festas sejam nutritivos e saudáveis, sem deixar de serem saborosos.

Aproveite e BOAS FESTAS!

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Reeducação alimentar

Como primeiro assunto para postar aqui, eu escolhi a base de todo o meu trabalho: a reeducação alimentar.

Reeducação alimentar significa mudança nos hábitos alimentares. É um processo de aprendizagem exercido através de informações e orientações nutricionais específicas em que o indivíduo conhece e incorpora hábitos alimentares saudáveis, ocorrendo mudanças apenas nos maus hábitos, mantendo-se os bons.

Por se tratar de um processo de aprendizagem, através da reeducação alimentar a pessoa torna-se apta a escolher corretamente os alimentos que irão fazer parte da sua alimentação tanto em relação à quantidade quanto em relação à qualidade.

Na reeducação alimentar nada é proibido, pode-se comer de tudo moderadamente, dando sempre preferência para aqueles alimentos mais naturais, mais saudáveis e menos calóricos, mantendo-se o peso ideal durante toda a sua vida e, o que é mais importante, com saúde.

Tem-se a idéia de que a reeducação alimentar é utilizada apenas para o emagrecimento; porém, pode ocorrer em diversos momentos e situações, como em indivíduos magros que busquem mais saúde, em indivíduos com sobrepeso ou com obesidade, em indivíduos com diabetes ou com colesterol elevado, em indivíduos com hipertensão arterial, em gestantes, em atletas, ou seja, sempre que exista a necessidade de mudança de hábitos alimentares em busca de uma melhor saúde. Alimentar-se bem irá melhorar a sua qualidade de vida, não lhe ajudando apenas a ter uma boa aparência.

O processo de reeducação alimentar é individual e deve ser feito de forma gradual e com seriedade, para que se obtenham os resultados desejados. Além disso, o acompanhamento de um nutricionista é fundamental, pois esse profissional é capacitado para identificar os erros alimentares e corrigi-los de maneira adequada e individualizada, de acordo com as condições de saúde de cada pessoa.

Lembre-se que nunca é tarde para fazer uma reeducação alimentar! Comece agora mesmo!

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

A importância da nutrição na sua vida!


A palavra nutrição origina-se de nutritione, vocábulo do latim que significa nutrir, alimentar. Em um sentido mais amplo, nutrição refere-se ao conjunto de processos que envolve ingestão, digestão, metabolização e excreção dos nutrientes, com a finalidade de produzir energia e manter as funções do organismo.

Através de uma nutrição adequada, com todos os nutrientes necessários para o nosso organismo, é possível ter saúde. Em cada fase da nossa vida existe uma necessidade energética e nutricional diferente, de acordo com cada organismo. Da mesma forma, em estados de doenças, a demanda nutricional pode mudar e deve-se ter um cuidado alimentar diferenciado.

Dessa forma, se a sua alimentação for equilibrada e adequada, a saúde estará presente em todas as fases da sua vida!

Porém, como ter uma alimentação saudável nos dias de hoje?

O primeiro passo é procurar se informar, mas não acredite em tudo que lê e ouve, pois existem muitos mitos, erros e mentiras escritas e faladas por aí quando o assunto é nutrição e alimentação.

Pensando nisso, nasceu esse blog. Aqui serão postados assuntos relacionados à alimentação saudável, à qualidade de vida, às doenças mais comuns, assim como receitas nutritivas e dicas que poderão ser levadas para toda a sua vida!