quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

GOTA

Atendendo a um pedido, irei falar um pouco sobre uma das doenças mais antigas na história de registros médicos: a GOTA.

Essa doença é um distúrbio do metabolismo da purina no qual os níveis anormalmente altos de ácido úrico se acumulam no sangue, podendo ser causado tanto pela sua produção excessiva quanto pela sua eliminação deficiente.

O aumento da concentração de ácido úrico no sangue leva à deposição de cristais principalmente nas articulações (causando inflamação), nos rins (causando cálculos e cólicas renais) e embaixo da pele (formando protuberâncias conhecidas como tofos).

É uma doença que acomete em sua maioria homens após os 35 anos, mas há uma incidência significativa em mulheres após a menopausa.

Além do cuidado médico, através do uso de medicamentos prescritos, o cuidado nutricional também é importante nessa doença.

Existem alguns fatores como a cetose associada ao jejum prolongado e uma dieta de baixo teor de carboidratos que podem levar ao desenvolvimento de uma crise de gota e, assim, devem ser evitados. Além disso, a obesidade também é considerada um fator de risco, devendo ser tratada se estiver presente.

Uma dieta rica em purinas resulta em um aumento da concentração de ácido úrico no sangue e, portanto, alimentos ricos nessas substâncias devem ser evitados. Entretanto, a restrição rígida desses alimentos geralmente é recomendada no estágio agudo da doença, sendo que durante o estágio intermediário das crises, o tratamento dietético visa apenas uma dieta adequada e saudável, sem maiores restrições.

Frutos do mar, miúdos, enlatados, excesso de carne vermelha não devem ser ingeridos quando os níveis de ácido úrico estiverem altos, pois são alimentos ricos em purinas e podem desencadear uma crise.

A ingestão de líquidos deve ser aumentada para auxiliar a excreção de ácido úrico pelos rins e minimizar a possibilidade de formação de cálculos renais. Deve-se beber água em grande quantidade, devendo a urina estar sempre clara.

O consumo de álcool aumenta a produção de ácido úrico e é considerado um importante fator desencadeador de uma crise de gota. Evite ao máximo!

Retomando, um portador de gota deve seguir as seguintes dicas:
- Evitar ficar muito tempo em jejum.
- Evitar ingerir bebidas alcoólicas.
- Procurar ingerir grande quantidade de líquidos.
- Evitar a ingestão diária de alimentos ricos em purinas.
- Evitar uma dieta com baixo teor de carboidratos.

Lembre-se de que a gota não tem cura e que mantendo uma dieta mais saudável você terá uma melhor qualidade de vida!

Nenhum comentário:

Postar um comentário