sexta-feira, 9 de abril de 2010

"Porto Alegre é a capital do refri"

Esse foi o título de uma reportagem do jornal Zero Hora de hoje.

E continua: "Por mais inusitado que possa parecer, o refrigerante ameaça roubar do chimarrão o posto de bebida mais consumida pelo morador de Porto Alegre".

Essa conclusão ocorreu a partir dos dados, divulgados ontem, de uma pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde sobre hábitos alimentares e atividade física dos brasileiros.

O estudo revelou que 39% dos adultos bebem refrigerante pelo menos cinco dias por semana, sendo o maior percentual encontrado entre as capitais do Brasil. Em 2006, esse valor era de 16,6%.

Além desse dado, a pesquisa revelou que as quantidades de frutas, legumes e verduras consumidas cinco ou mais dias na semana foram reduzidas nos últimos 3 anos: caiu de 41,1% para 37,5%.

Porto Alegre ganhou também o primeiro lugar entre as capitais em que menos pessoas se exercitam nos períodos de lazer. Apenas 14,6% dos adultos porto-alegrenses praticam exercícios físicos durante 30 minutos por dia pelo menos cinco vezes por semana.

Esses dados são bastante preocupantes, na medida em que se sabe que o aumento do consumo de refrigerante (rico em aditivos químicos, açúcar, sódio e substâncias artificiais), a diminuição da ingestão de frutas, legumes e verduras (ricos em vitaminas, minerais e fibras) e o aumento do sedentarismo possuem relação direta com sobrepeso e obesidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário