segunda-feira, 28 de junho de 2010

Como tratar a hipertensão?

Dados recentes apontam que a hipertensão arterial é responsável por 40% dos infartos e 80% dos derrames.

Mude seus hábitos e não faça parte dessa estatística!

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Receita de salmão

Posta de salmão com espinafre e legumes

Ingredientes
- 800g de salmão fresco cortado em quatro postas iguais;
- 2 xícaras de espinafre pré-cozido;
- 2 cenouras descascadas e pré-cozidas, cortadas do modo de preferência;
- 4 pedaços de brócolis cortados em partes iguais;
- 4 pedaços de couve-flor cortados em partes iguais;
- 1 xícara de ervilhas frescas;
- 12 unidades de ervilha-torta pré-cozidas;
- 2 dentes de alho esmagados;
- 1 colher de chá de ervas frescas picadas (manjericão, alecrim e tomilho);
- 2 colheres de sopa de margarina;
- Fios de azeite de oliva extra-virgem;
- Sal e pimenta moída na gora a gosto.

Modo de fazer
- Posta de salmão
1. Em um recipiente tempere as postas com alho, sal e pimenta.
2. Pré-aqueça uma frigideira, espalhe fios de azeite de oliva extra-virgem e grelhe as postas de salmão até ficarem douradas. Separe.

- Vegetais
1. Em uma frigideira pré-aquecida, coloque fios de azeite de oliva extra-virgem e acrescente todos os vegetais com o espinafre.
2. Tempere com sal e pimenta moída.

- Molho para o salmão
1. Em uma frigideira pré-aquecida, adiciona a margarina. Quando ela derreter, acrescente as ervilhas frescas e as ervas.
2. Tempere com sal e pimenta moída.

- Rendimento: 4 porções.

- Variações: pode-se assar o salmão no forno, em uma assadeira untada, até que fique dourado. Após, colocá-lo em um refratário e acrescentar os legumes e o molho. Servir.

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Maioria das universitárias brasileiras se acha gorda

Entrevista completa realizada pelo Jornal Hoje (Rede Globo) com a nutricionista Marle Alvarenga sobre uma pesquisa realizada na Faculdade de Saúde Pública da USP.

Vale a pena conferir e pensar um pouco sobre o assunto!

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Alimentação no inverno

O inverno começa na próxima segunda-feira, tendo como principal característica a diminuição da temperatura.

É natural as pessoas sentirem mais fome nos dias frios, na medida em que ocorre um aumento das necessidades energéticas para que o nosso corpo consiga manter a sua temperatura adequada.

Com esse aumento de apetite, as pessoas acabam optando por alimentos mais calóricos que geralmente dão a sensação de esquentar o corpo. Além disso, alimentos saudáveis como frutas e saladas não são tão apreciados durante os dias mais frios.

Em contrapartida, nessa época ficamos também menos ativos. O frio é o principal motivo para que muitas pessoas diminuam a frequência de exercícios físicos ou até os cessem.

Atenção, pois esse é o quadro ideal para o aumento de peso durante o inverno!

Bom senso e moderação na hora de escolher os alimentos é o primeiro passo para quem procura se alimentar de maneira saudável sem perder o prazer dos pratos saborosos dessa época.

Optando por leite e derivados desnatados, sopas nutritivas com vegetais variados, chás quentinhos, legumes e verduras cozidos no vapor, frutas aquecidas por poucos segundos no forno de microondas, entre outros, pode-se manter o peso e até diminuí-lo nessa fase do ano.

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Já os 5 pecados...

Os 5 pecados de quem vive em guerra com a balança, de acordo com o mesmo estudo da postagem anterior, são:

1. Estabelecer metas irrealistas para perda de peso
Querer ter o corpo da Gisele Büdchen é se impor um objetivo inalcançável - algo incompatível com a genética, o estilo de vida e a saúde.

2. Pular de uma dieta da moda para outra
Quem segue dietas da moda (em geral, radicais) expõe o organismo a períodos de extrema restrição, seguidos de outros de muitos excessos. Este é o cenário ideal para o efeito sanfona.

3. Comer para compensar as emoções negativas
Para deixar de fazer da comida uma muleta psicológica, muitas vezes é preciso buscar ajuda especializada para identificar e reprogramar os gatilhos que levam a comer compulsivamente.

4. Não ter prazer à mesa
Fazer das refeições um momento de tortura é uma das melhores estratégias para afundar qualquer projeto de perda de peso. A única dieta que um chocólatra, por exemplo, consegue manter a longo prazo é a que permite o consumo de chocolate - de forma controlada, é claro.

5. Não fazer exercícios físicos
Quem tem aversão ao suor do exercício físico perde o principal aliado da manutenção do peso - e precisa viver com uma dieta muito mais restritiva e, portanto, mais difícil de seguir.
Fontes: artigo da revista Medicine & Health Rhode Island e reportagem da revista Veja.

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Os 10 mandamentos da manutenção do peso

As principais regras para evitar o efeito sanfona, segundo o maior estudo já realizado sobre o tema, o National weight control registry, são:

1. Praticar atividade física regularmente
Cerca de 90% das pessoas que conservam um peso adequado praticam atividades físicas todos os dias. A chave é encarar a atividade como um hábito tão imprescindível quanto escovar os dentes.

2. Pesar-se com frequência
Assim como quem confere o extrato bancário regularmente não se descontrola nos gastos, quem se pesa com frequência sabe manejar melhor a alimentação e a atividade física. Você pode se pesar ás sextas-feiras e aos domingos.

3. Não perder o controle nos finais de semana
Para quem o fim de semana começa com um happy hour à base de cerveja e salgadinhos na sexta-feira e termina com uma pizza no domingo, é grande a probabilidade de pôr a perder todo o cuidado com a alimentação que teve durante a semana. A dieta pode até ser mais liberal no final de semana, mas é preciso ter limites.

4. Tomar café da manhã todos os dias
Oito em cada dez pessoas que conseguem evitar o efeito sanfona não pulam o desjejum. A primeira refeição do dia ativa o metabolismo, retirando o “modo lento” da noite e colocando-o no “modo dia”, em que a queima de calorias é maior. Além disso, essas pessoas tendem a comer com mais frequência e em porções menores, o que ajuda a manter o peso.

5. Ingerir poucas calorias
Isso não quer dizer, necessariamente, comer pouco. Selecionando bem o que se come, a pessoa não passará fome!

6. Limitar o consumo de gordura
É preciso lembrar que a gordura não está apenas presente na picanha ou na manteiga, mas nos sorvetes cremosos, no pão de queijo e no leite integral de todo dia. Atenção especial ao tipo de gordura ingerida.

7. Evitar comer fora de casa – e preparar as próprias refeições
Ao fazerem as refeições em casa, as pessoas conseguem ter um controle maior sobre o que ingerem. Esse domínio aumenta ainda mais quando elas preparam a própria comida.

8. Fazer pelo menos cinco refeições diárias
O organismo “interpreta” um jejum prolongado como um sinal de alerta para economizar energia e, assim, manter as funções vitais. Ou seja, o ritmo metabólico diminui. O ideal é fazer intervalos de três ou quatro horas entre as refeições, para que o nível metabólico se mantenha equilibrado.

9. Pensar em calorias
Não significa saber o valor calórico exato dos alimentos. O mais importante é ter uma boa idéia do que se consome e de quanto se come, conhecendo se os alimentos são muito ou pouco calóricos. Assim, você saberá quando exagerou.

10. Eliminar o fast food do cardápio
A combinação de hambúrguer, batata frita e refrigerante é devastadora. Ricos em carboidratos de digestão rápida, além de ultra calóricos, esses lanches ainda saciam por pouco tempo!

Fontes: artigo da revista Medicine & Health Rhode Island e reportagem da revista Veja.

terça-feira, 1 de junho de 2010

Receita de sopa para esquentar os dias frios

Ingredientes
- 1 cebola grande;
- 2 batatas;
- 1 colher de sopa de azeite;
- 2 talos de salsão;
- 1 colher de chá de orégano;
- 1 cenoura grande;
- 1 folha de louro;
- 1 litro de caldo de legumes;
- 4 tomates sem pele picados.

Modo de preparo
- Pique bem as cebolas.
- Descasque as batatas e corte em cubos.
- Faça o mesmo com a cenoura e o salsão.
- Aqueça o azeite em uma panela grande.
- Acrescente as cebolas e refogue em fogo médio até que fiquem macias.
- Adicione o salsão, a batata, a cenoura, o orégano e o louro.
- Mexa bem e junte o caldo de legumes e os tomates.
- Mexa até ferver. Quando levantar fervura, abaixe o fogo.
- Tampe a panela e deixe cozinhar até as batatas ficarem macias.
- Sirva em pequenas cumbucas.

Variações- Bata a sopa no liquidificador, formando um creme.
- Adicione frango desfiado, ovo picado ou carne em cubos, tornando a sopa uma refeição completa.

Sugestões
- Prepare o seu próprio caldo de legumes, fazendo “uma limpa” na geladeira dos legumes que estão quase estragando. Corte-os em cubos, leve-os a uma panela com água em fogo baixo por uma hora, depois coe e utilize o caldo na preparação.
- Aposte em temperos naturais como tomilho, louro, salsinha e salsão.