quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Receita com quinua

Uma das formas de adicionar quinua à alimentação é através de saladas. Abaixo está uma opção gostosa, fácil e bastante nutritiva.

Ingredientes
- 1 xícara de grãos de quinua
- 1 pimentão vermelho em cubos
- 1 cenoura ralada
- ½ xícara de brócolis cozido
- 1 colher de sopa de azeite de oliva
- 1 colher de sopa de gergelim
- 4 castanhas do Pará

Modo de fazer
- Cozinhar a quinua: 6 minutos no microondas com 2 dedos de água cobrindo o grão.
- Misturar os legumes com a quinua.
- Acrescentar o azeite de oliva, o gergelim e as castanhas.

Rendimento: 2 porções.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Benefícios da quinua

A quinua (ou quinoa), cultivada há mais de 500 anos pelos povos andinos, recentemente ganhou status de alimento mais completo do planeta, segundo a ONU (Organização das Nações Unidas).

Na sua composição nutricional, o cereal é uma excelente fonte de proteína, possui carboidrato de baixo índice glicêmico (absorvido mais lentamente), possui gorduras “boas” (ômega 3 e 6), é considerado um multivitamínico e é rico em minerais.

Além disso, a quinua é rica em fibras (ajudando na saciedade e na menor absorção de carboidratos e gorduras, além de melhorar o trânsito intestinal) e não possui glúten (proteína a que muitas pessoas são alérgicas).

O grão da quinua conta com 20 aminoácidos diferentes, sendo considerado uma fonte de proteína completa, o que geralmente é encontrado apenas em alimentos de origem animal. Dessa forma, o cereal é bastante recomendado para pessoas vegetarianas.

Outro benefício da quinua é conter fitoestrógenos, substâncias que previnem doenças crônicas como osteoporose, câncer de mama, doenças do coração e outras alterações femininas ocasionadas pela falta do hormônio estrogênio durante a menopausa.

Quem não provou ainda, está mais do que na hora de experimentar, principalmente depois de todos os benefícios citados acima.

No Brasil, é possível encontrar para vender desde o próprio cereal (em flocos ou em grãos), que deve ser cozido em água para triplicar o volume, até produtos prontos como cookies, macarrão e farinhas, que podem substituir as tradicionais de trigo.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Dia Mundial do Combate à Osteoporose

Hoje é o Dia Mundial do Combate à Osteoporose. Para comemorá-lo, eu irei postar sobre a doença.

A osteoporose é uma doença caracterizada pela diminuição da massa óssea. Está associada ao envelhecimento, sendo mais comum o seu aparecimento em mulheres na pós-menopausa, mas também pode se desenvolver em homens idosos.

É importante destacar que existe uma perda óssea normal a partir da meia-idade. Porém, quando essa perda é acima dos valores de saúde (de acordo com os padrões da Organização Mundial de Saúde), chama-se de osteopenia. Já quando a perda é muito acima, marcada pela ocorrência ou pela forte probabilidade de fraturas, chama-se de osteoporose.

A tabela abaixo mostra os fatores de risco não modificáveis e modificáveis para o desenvolvimento da doença:


A partir disso, para prevenir a osteoporose deve-se:

- Aumentar a ingestão de alimentos ricos em cálcio e vitamina D, ambos nutrientes essenciais que exercem um papel importante na saúde dos ossos. A vitamina D é fundamental para o cálcio se fixar nos ossos e é sintetizada na pele sob ação dos raios ultravioletas.

- Fazer exercícios físicos regularmente: estudos demonstraram que caminhadas e musculação contribuem para o aumento da massa ou densidade óssea.

- Diminuir o consumo de álcool.

- Cessar com o tabagismo.

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Circunferência da cintura


A medida da cintura indica o grau de risco que a gordura corporal representa para o desenvolvimento de doenças associadas à obesidade, principalmente em relação às doenças cardiovasculares.

Meça a sua e verifique a classificação na tabela abaixo!


Entretanto, lembre-se que nenhuma medida deve ser utilizada de forma isolada e sim com o objetivo de complementar os diferentes parâmetros nutricionais que servirão de base para a atuação do profissional nutricionista.

sábado, 16 de outubro de 2010

Dia Mundial da Alimentação

Hoje é o Dia Mundial da Alimentação, comemorado desde 1981. Para este ano, o tema proposto é "O Direito à Alimentação".

O vídeo abaixo foi feito pelo Conselho Federal dos Nutricionistas para comemorar este dia.

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Camarão com feijão branco

O feijão branco pouco aparece na mesa dos brasileiros. Assim, eu resolvi postar uma receita com o alimento adicionado de camarão (normalmente ingerido frito ou com molhos gordurosos), além de diversos vegetais e temperos naturais.

Lembre-se que todo feijão é rico em nutrientes como potássio, fósforo, zinco, ferro e proteína, além de apresentarem pouquíssima quantidade de gordura.

Ingredientes
- 500g de feijão branco
- 1kg de camarão fresco
- 2 colheres de sopa de azeite de oliva
- 2 dentes de alho
- 2 cebolas picadas
- 1 tomate picado
- 1 pimentão vermelho picado
- pimenta biquinho
- 2 colheres de sopa de coentro picado
- cominho
- sal
- colorau
- 1 folha de louro

Modo de fazer
- Cozinhe o feijão branco com a folha de louro por 35 minutos. Reserve.
- Em uma panela, aqueça o azeite e refogue o alho e a cebola picados.
- Acrescente o tomate, o pimentão, a pimenta, o coentro, o cominho, o colorau e o sal e refogue por 2 minutos.
- Adicione o camarão e refogue rapidamente.
- Junte o feijão cozido e misture.

Fonte: Na cozinha da Bete - Jornal Zero Hora

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Benefícios da beterraba


Ao contrário do que se ouve, a beterraba possui poucas calorias. Para se ter uma idéia, 100g* de beterraba cozida apresenta 32 calorias.

Além disso, esse tubérculo apresenta outros benefícios:

- Minerais: principalmente o potássio (quantidade equivalente à da banana).

- Vitaminas: principalmente o folato e a vitamina C.

- Fibras.

As folhas da beterraba apresentam boas quantidades de ferro, vitaminas A e C e fibras. Elas podem ser preparadas como a couve e o espinafre, refogadas ou adicionadas a sopas.

A beterraba pode ser preparada no forno de microondas, perdendo uma quantidade bem menor de nutrientes. Modo de fazer: cortá-la em 4 partes com casca e colocá-la cerca de 6 minutos no microondas em um pote adequado.

*Uma unidade pequena possui cerca de 75g.

Fonte em relação às informações nutricionais: Tabela Brasileira de Composição dos Alimentos – TACO.

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Alimentos que protegem o coração

Abaixo estão citados alguns nutrientes (com as suas fontes) que apresentam efeito protetor ao nosso coração.

Gorduras poliinsaturadas
São chamadas de gorduras boas e fazem parte desse grupo os ômegas 3 e 6. O consumo adequado dessas gorduras está relacionado com diminuição do risco de eventos cardiovasculares, redução da pressão arterial e redução dos níveis do colesterol LDL (ruim) e dos triglicerídeos.
Fontes ômega 3: óleos vegetais (canola, oliva, soja) e peixes (atum, salmão, arenque, sardinha, bacalhau).
Fontes ômega 6: linhaça, gergelim, amêndoa, castanhas, aveia, milho, centeio.

Gorduras monoinsaturadas
Também chamadas de gorduras boas, estão relacionadas com a diminuição do colesterol LDL (ruim).
Fontes: azeite de oliva, abacate, amendoim.

Fibras
Ajudam a reduzir o colesterol e os triglicerídeos, aumentam a saciedade e contribuem para a prevenção do diabetes e da obesidade.
Fontes: cereais integrais, linhaça, aveia, amaranto, frutas, hortaliças, leguminosas (feijão, lentilha, vagem).

Flavonóides
Relacionados com a redução da pressão arterial e com a prevenção de formação de coágulos (ação anticoagulatória), além de apresentarem ação antioxidante.
Fontes: uva e derivados, amora, jabuticaba, mirtilo, frutas cítricas, chás (verde, branco, preto), cacau, alho, cebola, brócolis, semente de girassol, soja e derivados.

Carotenóides
Têm ação preventiva na formação de placas de gordura e na formação de coágulos sanguíneos, além de estarem relacionados com o aumento da resposta imunológica.
Fontes: frutas e vegetais com cor entre amarelo e vermelho (cenoura, manga, abóbora, mamão, tomate e derivados, melancia, goiaba, pimenta vermelha) e verduras bem escuras (couve, agrião, espinafre, almeirão).