segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Exclusão de carboidratos: sim ou não?


Vejo muitas pessoas cortando os carboidratos da sua alimentação sem orientação nenhuma e eu fico pensando o quanto isso pode repercutir no nosso dia a dia. Assim, eu resolvi listar SEIS motivos para não cortar esse nutriente tão importante para a saúde:

1- Dieta balanceada 
Em primeiro lugar, uma dieta deve ser composta por todos os nutrientes (proteínas, carboidratos, gorduras, vitaminas e minerais) que são essenciais ao nosso organismo em uma proporção equilibrada. Assim, já podemos concluir que qualquer dieta que faça a exclusão de algum desses nutrientes não terá um bom resultado para quem quer perder peso com saúde, além de estar associada a doenças cardíacas, renais e outros problemas de saúde.

2- Humor 
A redução ou exclusão dos carboidratos da dieta induz o corpo a uma queda na produção de serotonina, neurotransmissor conhecido como “substância do bem-estar”. Como resultado, é comum as pessoas ficarem mais irritadas e desanimadas.

3- Manutenção do peso 
Normalmente quando a dieta restringe algum nutriente, é comum as pessoas não conseguirem mantê-la por muito tempo. Além disso, como não há um processo de reeducação alimentar, a pessoa volta a se alimentar da mesma maneira que anteriormente e, claro, o peso também irá voltar. Resultado: efeito sanfona!

4- Perda peso X perda gordura 
A maioria das pessoas se preocupa apenas com a diminuição do peso que aparece na balança; entretanto, quando se fala em emagrecimento, é muito mais importante que haja diminuição do percentual de gordura. Com uma grande restrição de carboidrato existe uma perda de água, que pode dar uma idéia errada de emagrecimento, por alterar somente o “peso da balança”.

5- Compulsão 
Como os níveis de glicose ficam baixos, a pessoa pode ter uma compulsão por doces, já que o açúcar é o carboidrato de mais rápida absorção. E o problema é que esse excesso poderá ser convertido em gordura.

6- Exercícios físicos 
Privar o organismo de carboidratos pode resultar em falta de energia para realizar os exercícios, tontura, moleza, queima de massa muscular para obtenção de energia e fadiga. Além disso, a recuperação muscular fica comprometida, uma vez que o carboidrato tem papel fundamental na reformação do músculo após o exercício.

Assim, pense duas vezes antes de excluir esse nutriente da sua alimentação! Ao invés disso, opte pelos carboidratos provenientes de cereais e grãos integrais, frutas e verduras.

E atenção! Em alguns casos, os nutricionistas até podem recomendar a redução/exclusão do nutriente, mas isso deve ocorrer através de um planejamento individual e com objetivos específicos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário